sexta-feira, dezembro 02, 2005

Apresentação

Estou finalmente me aventurando a fazer um blog, vamos ver se o trabalho e a família vão deixar algum tempo para colocar besteiras por aqui. Neste blog vou comentar sobre hardware e software e, mais ocasionalmente, banalidades. Neste primeiro post, um resumo da minha vida com computadores.

O meu contato com computadores começou no primeiro ano da faculdade, em 1977. A minha turma teve a discutível honra de ser a última turma da Poli (Escola Politécnica da Universidade de São Paulo) a usar cartões perfurados até o último ano (no ano seguinte foi inaugurada a sala de terminais de vídeo para os alunos).

Ao final de 81 me formei em Engenharia Eletrônica Digital e fui trabalhar na Scopus Tecnologia, no auge da reserva do mercado de informática. Trabalhei lá em firmware de terminais e depois no projeto de software para um dos primeiros micros brasileiros compatíveis com o IBM PC. Nesta época escrevi o meu primeiro livro da série PC Assembler, que foi publicado pela Editora Campus.

Em 86, chateado com as limitações de ser um desenvolvedor de software numa empresa primordialmente de hardware, fui para uma pequena software house a Humana Informática. Lá trabalhei no desenvolvimento de softwares de comunicação para PC que foram bem sucedidos no mercado. Infelizmente, veio o plano Collor bem num instante de mudança do mercado, com a ascensão do Windows e redes locais.

Após alguns anos dando murros em ponta de faca, fui para a Seal Eletrônica, uma empresa especializada em sistemas para captura automática de dados (leia-se coletores de dados e códigos de barras). Lá, além de desenvolver software para equipamentos móveis com comunicação por radio frequência, trabalhei como "desbravador de tecnologias" e gerente de projetos. Na virada do milênio tive uma curta experiência como Gerente de Produto.

Em 2002, decidi arriscar a sorte como empresário, abrindo a Tamid Tecnologia junto com um amigo (não por coincidência, colega na Scopus, Humana e Seal). A Tamid se especializa em software para equipamentos móveis (principalmente coletores e PDAs).

Dependendo do meu humor, nos próximos posts vou relembrar os bons tempos em que software de verdade se fazia em Assembler ou comentar as maravilhas tecnológicas atuais ou chutar previsões sobre o que está para vir.

9 comentários:

merda3 disse...

Olá, q estranho, muita gente está migrando do TheSpoke pra cá, eu vim pra experimentar pq outro membro de lá comentou, qual seu motivo?

Daniel Quadros disse...

Bem, eu não direi que eu migrei, já que não cheguei a montar um blog no TheSpoke. Eu vim parar aqui por sugestão do Rodrigo Strauss e até agora estou adorando.

Riardo Oneda disse...

Olá Daniel, passei aqui para ler seu blog. Legal que você tenha tido essa iniciativa, pois é sempre bom ler textos escritos por pessoas que tem o que dizer.

PS: eu não procurei direito ou o blog não tem feed RSS?

Daniel Quadros disse...

Ricardo, obrigado pela visita. Eu ainda estou brigando com o feed, consegui colocar o link, só que é Atom ao invés de RSS e deu erro quando pedi para colocar o texto completo. Por enquanto vai os primeiros 250 caracteres totalmente não formatados :(

Fabio Galuppo disse...

Daniel,

Bem vindo a blogsphere. Gostei de ver que vc esta na área!

Espero que mantenha seu blog com mais frequência ( não siga meu exemplo :) )

Grande abraço

Guima disse...

Grande DQ, trabalhei pouco num projeto com você quando você estava na Seal (eu pela fdte), mas ouvi estórias da Elsa sobre a Humana SW e do Arabaji dos bons tempos da Scopus. Eles me confirmaram que você tem mesmo poderes sobrenaturais de programação hehehe
Abraços e boa sorte.

Programação Progressiva disse...

Olá Daniel,

Parabéns pelo excelente blog.
Estou me aventurando nessa área de soft & hard, e passei uma boa tarde no seu blog, e como favoritei aqui, ainda passarei mais tempo.

Muito completo. Espero um dia chegar perto disso.

Como sugestão, fica a pedida para falar mais sobre Linux.

Daniel Quadros disse...

Fico feliz que você esteja gostando do blog. Quanto ao Linux, infelizmente não sobra tempo para mexer com ele.

REGINATO disse...

Estamos em 2015 e 10 anos depois, posso dizer que seu blog é um excelente legado para os brasileiros que viveram ou querem conhecer os primórdios da informática do final do século passado. Somos contemporâneos e passamos pelas mesmas experiências, obrigado por registrar estas lembranças.