quinta-feira, abril 23, 2015

Usando WiFi na Raspberry Pi

Embora o modelo B tenha uma interface ethernet para se conectar o Raspberry a redes, em muitas aplicações é mais conveniente fazer esta conexão sem fio, através de um adaptador WiFi USB. Vamos ver aqui algumas dicas de como fazer isto, usando o Raspbian (não se esqueça de atualizá-lo antes de começar).


O primeiro passo é dar uma olhada na lista de adaptadores já testados. Além de dizer o que funcionou e o que não funcionou, ela tem algumas dicas. Atenção que parte das informações está desatualizada.

Um potencial problema é o consumo do adaptador. Se for muito alto, pode ser necessário fazer a conexão através de um hub externo com alimentação. O modelo B+ e o Raspberry Pi 2 são capazes de fornecer mais corrente nas portas USB e são mais adequados para ligação de adaptadores WiFi.

Conectado um adaptador, o próximo passo é ver se ele foi reconhecido, através do comando lsusb:


No exemplo acima, o meu adaptador Tp-link foi reconhecido como Atheros AR9271. Vamos verificar agora se foi criada uma interface de rede, usando o comando ifconfig:


Muito bom, temos uma wlan0. Falta configurá-la para se conectar à rede, o que pode ser feito de três formas:
  • Manualmente no console
  • Usando o wicd-curses (no console)
  • Usando o aplicativo GUI na interface gráfica (este é trivial, portanto não vou comentar)
Manualmente no Console

Verifique primeiro configuração de interfaces que fica no arquivo /etc/network/interfaces:


No exemplo acima eu alterei a configuração da rede cabeada para usar IP fixo (o que não tem nada a ver com o uso de WiFi). A parte que interessa são as quatro linhas finais; o apresentado é o padrão (que usa IP dinâmico via DHCP para a wlan0).

Para ver as redes WiFi disponíveis, use o comando "iwlist wlan0 scan". Por exemplo (usando o grep para filtrar somente os ESSID) :


Agora vamos editar o arquivo/etc/wpa_supplicant/wpa_supplicant.conf para informar o ESSID, o tipo de segurança e a senha da rede:


A configuração acima é para WPA2. Uma descrição das opções disponíveis neste arquivo pode se encontrada aqui. Agora é só ativar a nova configuração:


Podemos verificar a conexão e a alocação de um IP usando os comandos iwconfig e ifconfig:

 

Usando o wicd-curses

Nem todos se sentem confortáveis editando configurações "na unha". A interface gráfica é bem mais amigável, mas você precisa ligar uma TV/monitor ou operar o desktop remotamente. Para quem gosta de trabalhar em console, mas prefere uma interface interativa, existe o wicd-curses.

Você pode instalá-lo através de "sudo apt-get install wicd-curses". Concluída a instalação, é só executá-lo através de "sudo wicd-curses" e ele apresenta a lista de redes disponíveis:


Se a lista não aparecer, digite P e confira que a interface wireless é "wlan0". Feche a tela de configuração com F10 e digite R para fazer um novo scan. Para configurar uma rede, selecione-a com as setas para cima e para baixo e digite seta para o lado:


Acerte os parâmetros e digite F10 para salvar.

Resultado dos meus testes

Os meus testes foram bem sucedidos conectando diretamente (sem hub) a um Raspberry Pi modelo B os seguintes adaptadores:

Referências

Os links abaixo contém algumas informações úteis sobre o assunto.

http://www.maketecheasier.com/setup-wifi-on-raspberry-pi/
http://www.raspyfi.com/wi-fi-on-raspberry-pi-a-simple-guide/
https://kerneldriver.wordpress.com/2012/10/21/configuring-wpa2-using-wpa_supplicant-on-the-raspberry-pi/

Um comentário:

Aprendiz De Robótica disse...

Cara deu certo aqui muito obrigado !!!