domingo, novembro 30, 2014

Resenha: Maigret and the Burglar's Wife

Mais um livro de Maigret (nada como descobrir que se gosta de um autor prolífico), desta vez em inglês.



A trama é bastante simples: Maigret é procurado pela esposa do ladrão, que relata que o marido topou com uma mulher assassinada quando entrou em uma casa para roubar. Ao ir na casa, não há sinal do cadáver e o dono nega ter ocorrido qualquer tentativa de roubo.

Mais que nos outros livros de Maigret que já li, temos aqui os elementos típicos de uma investigação policial. Até mesmo uma contribuição da perícia, algo que não lembro ter visto anteriormente.

Mas, em se tratando de Simenon, o importante são os personagens e sua motivações. A chave para a solução do crime não está nas pistas, mas sim em entender os personagens. Se em alguns momentos se vê a possibilidade de alguma reviravolta, ela nunca ocorre. Após investigações de rotina, muitos goles de cerveja e outras bebidas e um interrogatório quase interminável, Maigret desvenda a trama com os tradicionais aspectos trágicos e sórdidos.

Veredito

Recomendado se você é fã do Maigret.

Para mim este não é dos melhores livros da série, alguns personagens me pareceram subaproveitados e em alguns momentos a história pareceu avançar "no ponto morto". Quem está acostumado com os truques, melodramas e reviravoltas das séries policiais da TV provavelmente vai achar a história sem graça. Mesmo assim, é uma leitura agradável.

Um comentário:

Claudia Henriques disse...

"nada como descobrir que se gosta de um autor prolífico"

Sim!!! quando acabo o livro eu sempre penso: tem mais!

Conheci Simenon recentemente e tenho q me controlar para não sair lendo tudo de uma vez dele.