sexta-feira, junho 27, 2008

Trocando o HD

Já fazem alguns anos que venho optando pela compra de micros Dell. O preço é bastante razoável, as máquinas são bem construídas e quando precisei da assistência técnica em garantia ela funcionou de forma adequada.

Uma característica da Dell é que ela sempre tem algumas configurações em oferta, com bom preço, porém pequenas mudanças na configuração levam a acréscimos grandes. Por este motivo, quando comprei o meu micro atual (em 2005) acabei ficando com o HD de 40GBytes ao invés de optar por um maior. Como consequência, estava a cerca de um ano com algo entre 10 e 20% de espaço livre e tranferindo com frequência as coisas mais antigas para Cds e DVDs.

Resolvi finalmente trocar o HD por um maior, de 250GB. Sim trocar, pois o meu micro tem um gabinete compacto, onde só cabe um HD.

Transferindo os dados

Meu objetivo foi ter no novo HD uma única partição, com todo o conteúdo anterior e um monte de espaço livre. Embora existam vantagens em ter vária partições, minha experiência é que sempre acaba ficando uma partição lotada e outra vazia.

Este problema aconteceu no ano passado com o micro do meu pai e na ocasião eu comprei uma cópia do Partition Commander. Fui durante anos usuário de um outro produto da mesma companhia (System Commander) que facilita a instalação de vários sistemas operacionais em um mesmo HD, ocultando e restaurando dinamicamente as partições. O Partition Commander tem por finalidade principal permitir redimensionar e mover partições, ele inclui o Copy Commander que é o que utilizei para transferir os dados.

O primeiro, e mais trabalhoso, passo foi montar os dois HDs em um micro. Embora o meu micro tenha dois conectores SATA na placa mãe, ele tem somente um conector de alimentação, o que me obrigou a fazer a cópia no micro da minha filha. Os micros Dell posuem um mecânica muito bem feita: dá para abrir e retirar os drives sem precisar de nenhuma ferramenta. A parte trabalhosa foi soltar todos os cabos do micro da minha filha para colocá-lo em cima da mesa.

Com os dois HDs instalados, bootei um CD com o Partition Commander, selecionei o Copy Commander e a opção "Copy to new drive". O software automaticamente percebeu qual era o drive vazio e copiou todo o conteúdo do outro, redimensionando a partição. O processo demorou pouco mais de 20 minutos, porém durante a conferência final apresentou uma mensagem de erro, informando que o HD novo não estava respondendo. Seguindo as instruções na tela, desliguei e religuei o HD e ele foi em frente. E parou uma segunda vez. Novo liga e desliga do HD e conseguiu ir até o fim.

Montei o HD novo no meu micro e fiz o boot por ele. O Windows detectou que algo tinha mudado e começou a fazer um checkdisk. E travou. Insistindo uma segunda vez, ele conseguiu ir em frente. Nos dias seguintes o HD continuou estranho, culminando com uma tela azul (aperentemente um erro no acesso ao HD durante uma operação de paginação de memória). O jeito era trocar o HD, mas antes de devolver eu quis apagar os meus dados.

Apagando um HD

A maioria dos usuários sabe que apagar um arquivo pode não impedir que alguem veja os seus dados depois (mesmo que você esvazie a lixeira depois). Quando você apaga um arquivo, a maioria dos sistemas operacionais apenas anota que o espaço que ele ocupava está agora livre, sem mexer nos dados que estavam gravados.

Como apagar completamente um HD? Isto depende de quão paranóico você é. Sobrepor todo o conteúdo de um HD com zero pode ser suficiente para a maioria das pessoas, mas existem técnicas com o potencial de recuperar os dados sobrescritos. A wikipedia tem um descrição curta do assunto com uma lista de algumas ferramentas.
Desta lista escolhi o DBAN. Basta baixar a imagem do CD, gravá-lo, bootar por ele e digitar autonuke no prompt para automaticamente apagar de forma definitiva todos os HDs ligados ao micro, "no questions asked". Sim, é um perigo! O processo todo leva várias horas (felizmente o meu HD não engripou no meio).

O Segundo HD

Dominadas as técnicas, foi muito rápido repetir a cópia com o segundo HD. Ele vem funcionando muito bem... Exceto por vibrar um pouco, o que está causando um barulho irritante. Se achar uma solução que seja útil para outros eu coloco no blog.

4 comentários:

Luca Bastos disse...

Já passei por este problema algumas vezes. Nas 2 últimas me vali de uma caixinha para HD ligada ao micro via USB para copiar os dados. A tal caixinha hoje serve aos meus backups.

Tem horas que a Santa Ifigênia tem mais valia do que a Dell...

Wanderley Caloni disse...

O SDelete não entraria na lista da Wikipedia?

[]s

Daniel Quadros disse...

Lucas,

Um HD externo via USB está certamente nos meus planos, tanto para backup como para facilitar o transporte de dados entre casa e escritório.

Daniel Quadros disse...

Caloni,

Boa dica o SDelete. Aparentemente o artigo na Wikipedia se concentrou em programas para apagar um disco inteiro.